Ser honesto – parti II

“É melhor comer um pedaço de pão seco, tendo paz de espírito, do que ter um banquete numa casa cheia de brigas.

O escravo sábio mandará no filho que envergonhou o pai e também receberá uma parte da herança.

O ouro e a prata são provados pelo fogo, mas é o SENHOR Deus quem mostra o que as pessoas realmente são.

Os maus ouvem com atenção as coisas más, e os mentirosos gostam de ouvir mentiras.

Quem caçoa do pobre insulta a Deus, que o fez; quem se alegra com a desgraça dos outros será castigado.

Assim como os avós se orgulham dos netos, os filhos se orgulham dos pais.

É mais fácil um tolo dizer alguma coisa que se aproveite do que um homem de respeito dizer uma mentira.

Alguns pensam que, com dinheiro, podem comprar qualquer pessoa; acham que o suborno é uma coisa mágica.

Quem perdoa uma ofensa mostra que tem amor, mas quem fica lembrando o assunto estraga a amizade.

Quem tem juízo aprende mais com uma repreensão do que o tolo, com cem chicotadas.

As pessoas revoltadas estão sempre criando problemas; por isso a morte virá para elas como um mensageiro cruel.

É melhor encontrar uma ursa da qual roubaram os filhotes do que um homem sem juízo, ocupado com as suas tolices.

Quem paga o bem com o mal não afastará o mal da sua casa.

O começo de uma briga é como a primeira rachadura numa represa: é bom parar antes que a coisa piore.

Há duas coisas que o SENHOR Deus detesta: que o inocente seja condenado e que o culpado seja declarado inocente.

Não adianta nada o tolo gastar dinheiro para conseguir a sabedoria porque ele não aprende nada mesmo.

O amigo ama sempre e na desgraça ele se torna um irmão.

Somente um tolo aceitaria ficar como fiador do seu vizinho.

As pessoas revoltadas gostam de briga, e quem vive se gabando está correndo para a desgraça.

Quem vive pensando e dizendo coisas más não pode esperar nada de bom, mas só a desgraça.

O pai de filhos sem juízo só tem tristezas e sofrimentos.

A alegria faz bem à saúde; estar sempre triste é morrer aos poucos.

Os juízes desonestos se vendem por dinheiro e por isso são injustos nas suas sentenças.

Quem tem juízo procura a sabedoria, mas o tolo não sabe o que quer.

O filho sem juízo é tristeza para o seu pai e amargura para a sua mãe.

Não é bom multar um homem correto; não é certo castigar os líderes honestos.

Quem controla as suas palavras é sábio, e quem mantém a calma mostra que é inteligente.

Até um tolo pode passar por sábio e inteligente se ficar calado.

(Provérbios: 17: 1-28)

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

© 2012 - 2017 Mensagens e Reflexões. Todos os direitos reservados. Glorificamos ao Senhor Jesus!

Voltar para o topo
Mensagens e Reflexoes