O poeta ficou cansado

o-poeta-ficou-cansadoPois não quero mais ser
Teu arauto.
Já que todos têm voz,
por que só eu devo tomar navios
de rota que não escolhi?
Por que não gritas, Tu mesmo,
a miraculosa trama dos teares,
já que Tua voz ecoar
nos quatro cantos do mundo?
Tudo progrediu na Terra
e insistes em caixeiros-viajantes
de porta em porta, a cavalo!
Olha aqui, cidadão,
repara, minha senhora,
neste canivete mágico:
corta, saca e fura,
é um faqueiro completo!
Ó Deus,
me deixa trabalhar na cozinha,
nem vendedor nem escrivão,
me deixa fazer Teu pão.
Filha, diz-me o Senhor,
eu só como palavras.

(Adélia Prado, in “Oráculos de maio”)

© 2012 - 2017 Mensagens e Reflexões. Todos os direitos reservados. Glorificamos ao Senhor Jesus!

Voltar para o topo
Mensagens e Reflexoes