O triunfo

triunfoUm dia o amor resolveu andar pelas ruas do coração.

Andou e andou, achou a rua da solidão.

O amor perguntou porque não havia ninguém nessa rua, e a solidão respondeu:

“Nessa rua só mora eu e mais ninguém”

O amor virou-se e continuou a andar.

Achou a rua do ódio.

O amor parou e perguntou porque só havia brigas e encrencas naquela rua.

O ódio falou:

“Aqui não tem coisas boas, só coisas ruins, por isso tanta briga”.

O amor foi embora, chegou na rua da tristeza, ele viu uma rua cheia de amarguras, dor e outros sentimentos tristes, e falou para a tristeza:

“Por que aqui só predomina coisas tristes?”

A tristeza falou:

“Essa rua não existe coisas felizes só infelizes”

O amor continuou andado, ainda não tinha achado um sentimento bom.

De repente, lá no fim das ruas do coração ele achou o triunfo.

Chegando lá, o amor perguntou:

“Você mora com alguém?”

O triunfo respondeu:

“Não”

O amor perguntou:

“Porque você não vai morar junto com os outros?”

O triunfo respondeu:

“Eles não me querem, só querem coisas más!”

O amor parou e começou a refletir.

Ele virou-se e falou:

“Triunfo vamos passar em todas as ruas que passei.” O triunfo falou: “

Para que, eles não e querem.”

O amor cheio de esperança falou:

“Vamos tentar fazer dos sentimentos más, sentimentos bons.” O triunfo aceitou.

E assim foi, começaram a andar pelas as ruas.

Foram primeiro na rua da solidão.

Chegando lá o amor apresentou o triunfo para a solidão:

“Solidão esse é o triunfo, aceite um pouco dele!”.

A solidão aceitou.

O triunfo pegou um pouquinho dele e colocou dentro de um pote.

A solidão abriu o pote e de repente luzes começaram a surgir, a solidão desapareceu e quando voltou tinha virado compreensão, a solidão que agora é compreensão agradeceu ao amor e o triunfo, muito feliz.

Forão até o ódio. O amor falou:

“Ódio esse é o triunfo, aceite um pouco dele.”

O ódio aceitou e aconteceu a mesma coisa  que aconteceu com a solidão, luzes surgiram e o ódio se transformou em fraternidade.

Passou na rua da tristeza, chegando lá o amor falou :

“Tristeza esse é o triunfo aceite um pouco dele.”

A tristeza aceitou e se transformou em felicidade.

Quando eles viram os sentimentos tinham se transformados em sentimentos bons.

A solidão em compreensão;

O ódio em fraternidade;

A tristeza em felicidade.

O amor olhou para o triunfo e falou:

“Agora você não está só, tem agora mas três sentimentos da virtude”.

O triunfo olhou quase chorando de emoção para o amor, pegou um pote e colocou um pouco dele, e falou:

“Amor, quando os sentimentos ruins vierem te contaminar abra o pote que eles vão virar sentimentos de virtude”.

O amor pegou o pote, agradeceu e falou que se precisa-se de mais alguma ele ia ta sempre por perto.

De repente surgiu uma coisa pequena, era mais um sentimento: a amizade, que era pequena mais que ao passar do tempo de ser uma grande companheira.

William Santos

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

© 2012 - 2017 Mensagens e Reflexões. Todos os direitos reservados. Glorificamos ao Senhor Jesus!

Voltar para o topo
Mensagens e Reflexoes