Atitude…

atitudeVou contar rapidamente alguns fatos muito recentes que aconteceram comigo. Meu local preferido é a minha casa. Nenhuma viagem paradisíaca, nenhum hotel de elevado luxo me dá mais prazer do que a minha linda casinha, onde tenho tudo que preciso: aconchego, amor, conforto e, principalmente, minha família.

Como sou apaixonado por trabalho, montei aqui um escritório muito parecido com o que tenho na minha empresa. Tenho privacidade, livros, TV, um frigobar – que encho de frutas – e água, e mando ver!

Ontem, errei a dose. Acabei trabalhando até as três horas da manhã de hoje. Custei a dormir. Resultado da insônia: acordei exausto, como se nem tivesse dormido.

Tomei meu lanche e voltei para a cama. A mente pipocando de ideias. O corpo querendo repousar mais. Consegui dormir mais um pouco.

Acordei. Sentei-me em minha cama. Olhei para a janela de vidro que, quando fica posicionada sobre a parte de metal, funciona como uma espécie de espelho. Olhei para mim: ainda abatido, barba por fazer … Mas, estava bem melhor.

Comecei minha oração. Raramente levanto antes de fazer minhas preces. Agradeci a Deus pela noite, por acordar com saúde e pedi o que sempre peço: um dia maravilhoso para toda a minha família, para mim, para meus funcionários, para meus clientes e, para ser sincero, para todas as pessoas que, mesmo não conhecendo pessoalmente, aprendi a gostar. Muitas daqui do Face. Estranho isso, né ?

Terminada a minha curta oração, levantei-me e fui ao banheiro. Ao entrar, levei um escorregão muito forte e, somente pela minha rara habilidade de saber cair, não quebrei a minha cabeça na pia pontuda.

Olhem que interessante! Eu tinha acabado de fazer as minhas preces, meu dia estava apenas começando e quase que eu parto para o outro mundo.

Machuquei um pouco o braço direito e o joelho esquerdo, usados para amortecer a queda, que deixou o lado direito de minha cabeça a exatos dois centímetros de distância da quina.

Levantei, sorri e … Agradeci a Deus por mais esse milagre em minha vida!

Eu poderia ter praguejado, xingado ou blasfemado, mas entendi que, ao contrário do que parecia, eu tinha que simplesmente agradecer pela bênção de não ter morrido.

É muito fácil reconhecer a mão de Deus, quando ela se mostra de forma expressa. Pessoas na UTI, com aparelhos sendo desligados, voltando a viver. Ou indivíduos que saem ilesos de acidentes gravíssimos, sem um arranhão.

Difícil mesmo é ver Deus em situações normais, nas quais, ao invés de colocarmos em Suas mãos, blasfemamos. Uma vaga de emprego que não deu certo, um ônibus que perdemos por conta de 20 segundos, um relacionamento que não deu certo… Esses são os momentos em que temos que, não somente agradecer, mas, principalmente, nos aproximarmos ainda mais Dele.

É uma historinha simples, boba, corriqueira. Milhões passam por isso o tempo inteiro. Mas achei interessante compartilhar com vocês essa forma de ver a vida, que tem me acompanhado. E olha que, nos últimos meses, a vida tem me batido bastante, como eu nunca tinha apanhado antes.

Seja como for, ESTOU VIVO! Graças a DEUS!

E continuo podendo respirar, andar, digitar, escrever, pensar e, principalmente, AGRADECER a DEUS por tudo isso!

Pensem nisso: a vida é feita de ATITUDES! Qual será a que vocês escolherão?

Que DEUS nos proteja SEMPRE!

E que cada queda seja um impulso!

Amém!

© 2012 - 2017 Mensagens e Reflexões. Todos os direitos reservados. Glorificamos ao Senhor Jesus!

Voltar para o topo
Mensagens e Reflexoes